segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Embarque nesse trem

indian_railways
Antes de chegarmos ao nosso próximo destino, nós ‘mineiríssimos da gema’, não poderíamos deixar de comentar sobre os trens na Índia e, diga-se de passagem, que ‘trem bão sô’! Tá certo que não são simpáticos como as máquinas a vapor da Europa, mas tudo bem, o importante é que funciona. Ficamos sonhando acordados se o nosso Brasil também tivesse um sistema ferroviário eficiente para transportar pessoas, afinal potencial de sobra temos pra isso. Assim seriam menos aviões no ar, consequentemente menos poluição, mais contato com a natureza e mais diversão pra toda família.

Com 64,000 quilômetros de vias ferroviárias e aproximadamente 6.900 estações, a rede ferroviária da Índia é a terceira maior do mundo depois da Rússia e China, o segundo maior do mundo em termos de passageiros, em torno de 20 milhões de passageiros por dia. A Indian Railways é também a maior empregadora do mundo, com mais de 1,6 milhões funcionários.

Railway_network_schematic_map_2009
Dizem que a única maneira de se descobrir a verdadeira Índia é viajando-se de trem. Nenhuma visita será completa sem o barulho e a movimentação das estações ferroviárias e já dentro do vagão, o grito do vendedor de chá, ‘o chaaai’, vindo pelo corredor, ou o choro das crianças a bordo (rs…) entre outros sons.
Esqueça aquela memória dos trens suburbanos superlotadas com pessoas sentadas no telhado. Em viagens de longa distância por exemplo, existem oito classes diferentes. Os assentos e camas são reservados, o bilhete é checado e o percurso é seguro, barato e relativamente confortável, apenas um pouco barulhento, afinal aqui é a Índia!
Desde 1853, as estradas de ferro do país têm sido uma força unificadora. Não só fisicamente ligando regiões distantes, mas também, diferentes castas, línguas e religiões que compõem esta diversificada nação. Famílias, estudantes, trabalhadores que vão e que vêm, soldados, turistas etc etc. Essa grande instituição reflete o próprio país. Muitas são as faces e variadas são as histórias, nas estradas de ferro do grande planeta Índia.

DSCF3552 
---------------------------------------------------------
Obs.: Pensando em viajar de trem por esse mundão de Deus? Não deixe de pesquisar o      www.seat61.com – Vale muito a pena, e além disso você pode descobrir de onde o nome ‘seat 61’ ou assento 61 surgiu. 
Fonte: www.seat61.com, BBC Ásia

6 comentários:

  1. Muito legal este post, viu? Morro de inveja de países que têm estrutura de transporte ferroviário. Guardo na memória minhas viagens de trem, com especial carinho. São divertidas, relaxantes... Triste pensar que no Brasil dependemos somente das estradas caóticas e dos aeroportos transbordantes de gente e de confusão. Até quando? Curtam muito os trenzinhos por ai... Linda foto do trem, viu? Beijô

    ResponderExcluir
  2. Vimos uma bela série de documetários da BBC sobre o sistema ferroviário na Índia, sob uma ótica muito humana e foi pura emoção. Existem gerações e gerações de indianos trabalhando com essas máquinas maravilhosas há mais de um século...
    Lembro com muito carinho da minha primeira e única viagem de trem no Brasil, pela lindíssima Serra da Graciosa. Um passeio inesquecível!
    Um trenzão cheio de beijinhos nossos

    ResponderExcluir
  3. Estou eu e Regina encantadas com as fotos, parabéns por tudo, está maravilhoso seu blog.....Bjusssss
    Beta

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo carinho minhas queridas!
    Um forte abraço nosso
    xx

    ResponderExcluir